Uma marca que representa milénios

Um grupo de empresas com soluções únicas, com qualidade e confiança.

Qualidade assente na história

Somos um grupo de parceiros com unidades e presença comercial em vários pontos do país para que possamos responder da melhor forma às exigências dos seus projetos.

Trabalhamos diáriamente para criar a melhor solução de argila vermelha para o seu projecto. Apostamos na investigação e desenvolvimento de novos produtos bem como em formas de fabrico mais eficientes.

A NOSSA
HISTÓRIA

A NOSSA
HISTÓRIA

1913

Onde a tradição se funde com a inovação. A Cerâmica de Quintãs produz há mais de 100 anos tijolos em Portugal.

1957

Parceiro fiável e competitivo, actualmente, são a única empresa produtora de tijolos a Sul do Tejo.

1946

Com explorações de argila próprias, o processo produtivo dos seus tijolos cerâmicos contempla uma forte aposta na sustentabilidade.

1971

Dedicada à produção de tijolos e outros produtos, em barro vermelho para a construção civil, assim como à comercialização de telhas e dos seus acessórios, opera em todo o país.

2005

Por ser a fábrica mais recente deste grupo, usufrui das tecnologias mais recentes o que lhe permite uma grande capacidade de produção de tijolo cerâmico, a um preço bastante competitivo.

1977

Com grandes preocupações ecológicas e ambientais, nesta empresa, desde 2007, que o tijolo tradicional é produzido inteiramente a partir de biomassa!

1977

Fiel à premissa de proporcionar soluções cerâmicas aligeiradas, para a construção, aposta num serviço próximo e personalizado.

2020

Os produtos Confortijolo aliam todo o conhecimento, experiencia e evolução tecnológica dos nossos parceiros para que lhe possamos entregar um produto sustentável, ecológico e, acima de tudo, eficiente.

1913

Onde a tradição se funde com a inovação. A Cerâmica de Quintãs produz há mais de 100 anos tijolos em Portugal.

1957

Parceiro fiável e competitivo, actualmente, são a única empresa produtora de tijolos a Sul do Tejo.

1946

Com explorações de argila próprias, o processo produtivo dos seus tijolos cerâmicos contempla uma forte aposta na sustentabilidade.

1971

Dedicada à produção de tijolos e outros produtos, em barro vermelho para a construção civil, assim como à comercialização de telhas e dos seus acessórios, opera em todo o país.

2005

Por ser a fábrica mais recente deste grupo, usufrui das tecnologias mais recentes o que lhe permite uma grande capacidade de produção de tijolo cerâmico, a um preço bastante competitivo.

1977

Com grandes preocupações ecológicas e ambientais, nesta empresa, desde 2007, que o tijolo tradicional é produzido inteiramente a partir de biomassa!

1977

Fiel à premissa de proporcionar soluções cerâmicas aligeiradas, para a construção, aposta num serviço próximo e personalizado.

2020

Os produtos Confortijolo aliam todo o conhecimento, experiencia e evolução tecnológica dos nossos parceiros para que lhe possamos entregar um produto sustentável, ecológico e, acima de tudo, eficiente.

E DO VELHO
SE FAZ NOVO

Assim se pode começar a história do tijolo cerâmico, como boa forma de ilustrar um dos grandes desafios que se colocam à indústria de hoje, em prol do ambiente e da economia circular.

Tudo começa na argila como base da sua matéria prima, na qual podem entrar também subprodutos e/ou resíduos provenientes de outros setores industriais, transformados e reaproveitados por via do processo de cozedura, para uma nova utilidade que será longa e saudável.

 

UMA TRADIÇÃO
MILENAR

Daí que ninguém desconheça o velho tijolo: velho pelo seu longo ciclo de vida, e saudável porque não deixa rasto que a natureza rejeite.

Antes pelo contrário. Mesmo depois de cumprido esse seu primeiro ciclo de vida por necessidade de demolição ou reabilitação dos edifícios, continua a poder ser reutilizado nomeadamente para o fabrico de novos tijolos, para novas construções com paredes de verdade.

É esse o segredo da sua circularidade que justifica o seu passado, e garante o seu futuro.

E DO VELHO
SE FAZ NOVO

Assim se pode começar a história do tijolo cerâmico, como boa forma de ilustrar um dos grandes desafios que se colocam à indústria de hoje, em prol do ambiente e da economia circular.

Tudo começa na argila como base da sua matéria prima, na qual podem entrar também subprodutos e/ou resíduos provenientes de outros setores industriais, transformados e reaproveitados por via do processo de cozedura, para uma nova utilidade que será longa e saudável.

 

UMA TRADIÇÃO
MILENAR

Daí que ninguém desconheça o velho tijolo: velho pelo seu longo ciclo de vida, e saudável porque não deixa rasto que a natureza rejeite.

Antes pelo contrário. Mesmo depois de cumprido esse seu primeiro ciclo de vida por necessidade de demolição ou reabilitação dos edifícios, continua a poder ser reutilizado nomeadamente para o fabrico de novos tijolos, para novas construções com paredes de verdade.

É esse o segredo da sua circularidade que justifica o seu passado, e garante o seu futuro.

Compromisso com a sustentabilidade

A integração de preocupações ambientais no funcionamento diário do Grupo Confortijolo é uma realidade em todo o processo, quer a nível de uma gestão eficiente de meios e recursos, quer no reaproveitamento de água, matérias e energia.

Desta forma, conseguimos reduzir a nossa pegada ecológica e garantir um futuro sustentável.

As nossas fábricas utilizam energias provenientes de fontes renováveis, não poluentes e não tóxicas, havendo ainda a possibilidade de reutilizar e reciclar diminuindo assim os desperdícios.

O nosso grupo está distribuído pelo país, facilitando a obtenção da matéria prima, diminuindo assim o custo do transporte e possibilitando a redução das emissões poluentes.